Financiamento estudantil. Veja como funciona!


Financiamento estudantil pode te ajudar a se qualificar e arranjar um bom emprego, veja como funciona e como conseguir o seu, confira!

Um cenário muito comum no Brasil é que os jovens terminem o ensino médio e comecem a trabalhar, esquecendo-se de continuar os estudos. Ir para a faculdade e fazer um curso superior não era uma opção possível para todos, visto o alto valor cobrado pelas instituições de ensino privado. Porém isso vem mudando. Com os programas de financiamento estudantil, os alunos que não foram selecionados em universidades públicas contam com a sorte de conseguir concluir o curso e obter o diploma. Alguns desses programas, além de bolsas e empréstimos, tem até cupom para compra de livros.

Para que isso seja verdade, o aluno precisa ir atrás de um financiamento estudantil. Para ajudar você nessa busca, selecionamos os principais tipos de crédito para quem quer entrar na faculdade. Confira abaixo:

Financiamento estudantil – conheça os mais famosos

financiamento estudantil

Prouni

O Programa Universidade Para Todos oferece bolsas de estudo integrais e parciais para alunos de instituições privadas de educação superior. Iniciativa do governo federal para facilitar o acesso de estudantes carentes ao ensino superior, o Prouni existe desde 2004, ocorrendo duas vezes por ano. Veja os pré-requisitos para quem quer se inscrever: realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), tendo obtido pelo menos 450 pontos de média nas notas e não ter tirado nota zero na redação.

Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior – Fies

O Financiamento Estudantil mais conhecido por todos os estudantes, o Fies é promovido pelo Ministério da Educação e financia mensalidade de cursos de graduação em faculdades a juros baixos. O Fies exige nota do aluno mínima de 450 pontos no ENEM e nota maior que zero na redação, para financiamento de toda a graduação. Para participar, é preciso ter conta no Banco do Brasil. O aluno paga seu saldo devedor após 18 meses de formado e em até 12 anos, sabendo da taxa de juros de 6,5% ao ano.


Enquanto o estudante estiver fazendo o curso, ele deverá quitar, a cada três meses, o valor de até R$ 150,00, que diz referência ao pagamento de juros do próprio financiamento. Quando o aluno finaliza o curso, ele ganha o tempo de 18 meses de carência para só depois iniciar o pagamento do financiamento. Durante este tempo, ele vai continuar pagando, a cada três meses, o mesmo valor de até R$ 150,00. Quando termina o tempo de carência, citado acima, o financiamento pode ser pago pelo aluno em até três vezes o período financiado do curso.

Educa Mais Brasil

Esse tipo de financiamento inclui até 70% do valor das mensalidades de estudantes de instituições privadas. O programa é parceiro de mais de 15 mil instituições (universidades, centros universitários, faculdades, colégios e escolas técnicas) que se comprometem a oferecer bolsas de estudo com descontos de até 70% para cursos de graduação, pós-graduação, educação básica, cursos técnicos, cursos livres, idiomas, Preparatório para Concursos, Pré-Vestibular e EJA – Educação Jovens e Adultos. As inscrições são gratuitas.Para entrar em contato e tirar dúvidas, ligue 4007 2020 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 724 7202 (demais localidades).

Parcelamento Estudantil Privado (PEP)

O Parcelamento Estudantil Privado (PEP) o estudante paga até 70% do seu curso, mas depois de formado. O diferencial desse tipo de parcelamento é que ele é pré-aprovado para estudantes ingressantes no Ensino Superior, não cobra taxa de juros e o interessado não precisa ter conta em banco.

Para contratar, você precisa estar matriculado em uma instituição. No ato da matrícula, você deve informar o tipo de financiamento, o Parcelamento Estudantil Privado. Em geral, os financiamentos estudantis ajudam os estudantes com as mensalidades, sem comprometer o orçamento que, em geral, já é curto. É importante que você analise e veja a melhor opção para você. O seu curso superior está mais perto do que você imagina.

Pra quem precisa comprar livros uma boa dica são os cupons livraria saraiva, que podem também ajudar quem quer estudar e se qualificar

Gostaram das dicas pessoal?

Dúvidas e sugestões podem deixar nos comentários!