Entenda o que é uma startup e quais são os tipos!


As startups estão ganhando força cada vez mais no país. Entenda como funciona esse modelo de empresa, quais são os tipos de negócio e muito mais sobre o tema.

Startups: saiba o que é e quais são os tipos?

Startup

As startups se tornaram muito conhecidas nos últimos anos, elas podem ser das mais variadas porém seguem uma mesma linha de gestão.

Formadas por um grupo de pessoas com uma ideia inovadora, é um modelo que cresce cada vez mais no país e no mundo, existem muitos exemplos de startups brasileiras de sucesso.

Você tem dúvidas sobre o que é e como funcionam as startups? Nesse artigo, vamos abordar esse tema e te mostrar que é bem mais simples do que parece.

Boa leitura!

O que é uma startup?

Quando falamos no termo “startup” muitas pessoas acreditam se tratar de uma empresa nova no mercado, que ainda está se inserindo no seu segmento. Porém, essa não é a definição correta da palavra.

StartupNa verdade, pode ser chamado de startup os modelos de negócio que são repetíveis e escaláveis. Eles também apresentam ideias inovadoras e muitas vezes estão relacionadas à tecnologia, porém não é uma regra.

Definições importantes

Citamos anteriormente que o significado de startup está relacionado a um negócio repetível e escalável, mas você sabe o que significa essas duas palavras?

Repetível 

um modelo repetível quer dizer ter a habilidade de entregar o mesmo produto, várias vezes, em grande escala e sem personalizações para diferentes clientes. Para isso, é preciso sempre ter várias unidades do produto disponível para venda ou vender várias vezes a mesma unidade.

Escalável

 uma empresa escalável é uma empresa que tem alto potencial de crescimento, sem que isso influencie nos custos. Basicamente, o negócio ganha mais receita porém seus gastos aumentam lentamente, obtendo maior lucro.


Tipos de startups

As startups podem ser de diferentes modelos, dependendo do seu público e segmento. Veja quais são os principais:

Startup

 

Business to Business (B2B)

O modelo de startup Business to Business acontece quando a empresa atende outras empresas, ou seja, elas não atendem o consumidor final e sim um outro comércio que fará a venda depois.

Business to Consumer (B2C)

Ao contrário do modelo B2B, no modelo Business to Consumer a venda de serviços ou produtos é diretamente para o consumidor final.

Business to Business to Consumer (B2B2C)

Nesse estilo de startup, uma empresa atende outra empresa que irá atender ao consumidor final. Confuso? Um bom exemplo desse modelo são os aplicativos que fazem parcerias com comércios e vendem para o cliente final.

Uma startup só pode ser virtual?

Algumas pessoas acreditam que uma startup se trata obrigatoriamente de uma empresa virtual, ou seja, online.

Isso não é verdade, o que acontece é que hoje em dia, uma grande parte desses negócios é na internet, devido ao crescimento do online. Mas é possível desenvolver uma startup que não seja virtual.

Como começar uma startup?

Se você tem uma ideia inovadora e uma mente empreendedora, a startup pode ser o caminho ideal.

Para isso, é preciso pensar no investimento necessário para dar início ao negócio. Esse valor pode ser conseguido de diversas formas, como na formação de sociedades, vendas de bens, empréstimos, incentivos governamentais e se você já possui outra empresa, pode optar por uma securitizadora.

Além do investimento, você vai precisar fazer:

  • Pesquisa de mercado;
  • Patente da ideia;
  • Encontrar bons profissionais;
  • Fazer um bom planejamento;
  • Criar uma cartela de clientes;
  • Investir em marketing e publicidade.

De fato, começar uma startup não é tarefa fácil, o importante é manter o foco na sua ideia e trabalhar para o seu crescimento.

Conclusão

Foi possível perceber que uma startup é uma empresa inovadora, repetível e escalável. Ela pode ser de três tipos diferentes, B2B, B2C e B2B2C.

Cada modelo atende um tipo de público e o objetivo das startups é o crescimento rápido, para obter bons lucros em pouco tempo.

Iniciar esse tipo de negócio exige dedicação, muito trabalho e criatividade, por isso é preciso pessoas empreendedoras com habilidade de fazer acontecer.