Diagnóstico empresarial: Conheça os pontos mais importantes do seu negócio


A implementação de boas estratégias de gestão interna é essencial para qualquer empresa. E, para isso, o diagnóstico empresarial é imprescindível. Afinal, é ele quem reúne uma série de informações relevantes que, então, permitirão as escolhas mais acertadas no gerenciamento.

O diagnóstico é a fonte de dados, e sem eles, não é possível tomar qualquer ação ou decisão de gestão. Por isso, é muito importante para a empresa saber como ele ocorre e como desenvolver o seu próprio diagnóstico torna-se algo crucial. 

O que é diagnóstico empresarial?

empresa diagnostico

O diagnóstico de uma empresa nada mais é do que a ilustração dela e de sua situação em detalhes. É natural que uma corporação tenha diversos processos que ocorram simultaneamente e todos eles têm suas próprias necessidades, objetivos e normas.

Assim, ao fazer o diagnóstico dentro dessa empresa, há a análise de cada um desses procedimentos, do que os compõem, de quem são os agentes envolvidos e de como isso tem influência no funcionamento geral da empresa.

Isto é, é como se ocorresse um raio-X da empresa: com ele, então, é possível visualizar nuances da empresa, bem como enxergar além do que se veria normalmente em análises rasas sobre a corporação.

Por isso, o diagnóstico empresarial é uma forma de conhecer mais a fundo a sua empresa, os problemas que ela possui e os pontos altos; igualmente, as ferramentas com as quais conta e outros dados relevantes e concretos cruciais para qualquer melhoria.

Quando a sua empresa aplica o diagnóstico interno ela se torna capaz de tomar decisões pautadas em informações concretas. E isso é indispensável. Afinal, não é possível gerenciar uma corporação com base em achismos. A informação é cada vez mais indispensável.

Diagnóstico da empresa deve responder perguntas

Existem algumas questões que devem ser levantadas a fim de que haja melhor orientação do processo de diagnóstico. Em outras palavras, este deve trazer resposta para elas. Veja algumas das principais:

  • Está de acordo com a lei?
  • Corro risco de prejuízos com ações trabalhistas ou relacionadas aos direitos do consumidor?
  • Os colaboradores têm conhecimento dos procedimentos nos quais estão envolvidos?
  • Como está o engajamento dos colaboradores?
  • Qual a visão que colaboradores e clientes têm sobre a empresa?
  • A documentação está em ordem?
  • Qual é o ponto de equilíbrio da empresa?
  • Há conhecimento, com exatidão, do lucro mensal, caixa diário e fluxo?

Como funciona o diagnóstico empresarial? Conheça suas bases

Em verdade existem vários diagnósticos, pois eles passam por diversos locais e atividades diferentes. Ao final, então, somam-se informações de todos eles de modo que o conhecimento sobre o andamento da empresa fique completo.

diagnostico empresarial


Abaixo, veja alguns dos pontos principais. Dessa maneira, veja o que a sua empresa não pode deixar passar em branco na hora de analisar os processos e questões internas a fim de melhorar tanto a gestão empresarial, em si, quanto a gestão dos projetos.

Gestão de funcionários

Primeiramente, os colaboradores são indispensáveis ao bom funcionamento da empresa. Afinal, eles correspondem à mão de obra. Não importa o quão automatizada for a corporação, os indivíduos que desenvolvem trabalhos intelectuais são cruciais.

E é por isso que um dos pontos principais no diagnóstico empresarial é justamente a análise da gestão dos colaboradores. Isto é, do trabalho que o RH promove junto aos gestores e que se volta aos trabalhadores inseridos na empresa.

Nesse sentido, deve-se considerar uma série de fatores especiais, tais como:

  • Automatização de processos de gestão (como cartão de ponto eletrônico, software de holerites, etc.);
  • Gerenciamento de ponto e dos horários de trabalhos;
  • Políticas internas, tais como as de horários, comportamentais, de metas e de prêmios;
  • Promoção da cultura organizacional;
  • Turnover;
  • Dados referentes às avaliações internas.

Esses são apenas alguns dos dados relevantes no diagnóstico empresarial que se volta ao setor de Recursos Humanos. Mas, note, todos eles têm influência sobre a felicidade dos colaboradores, o bem-estar, a produtividade e o clima interno.

Por exemplo, considere o gerenciamento de ponto: sem ele é impossível a empresa manter o controle das horas extras e do respeito às políticas internas de horas. Igualmente, um mau gerenciamento pode afetar o pagamento do labor extraordinário, o que traz riscos à empresa, inclusive jurídicos.

Ainda, o gerenciamento de ponto bem feito é aquele que é transparente com o trabalhador, bem como seguro e que realmente segue à risca as leis trabalhistas. Por isso, ele influencia sobre o engajamento, o cumprimento de obrigações legais e a própria produtividade.

Compras

Outro ponto pelo qual o seu diagnóstico da empresa deve passar, necessariamente, se refere às compras. Como elas são feitas? Existem procedimentos automatizados? Há necessidade de se passar pela autorização de uma figura central, sempre?

Ou, por outro lado, há independência de atuação dos colaboradores ou indicações e roteiros referentes às situações mais comuns? Como são feitos os controles de estoque (tanto de matérias-primas quanto para uso no dia a dia laboral)?

Todas essas são perguntas muito relevantes na hora de fazer o diagnóstico empresarial. Afinal, tais informações trazem dados sobre a burocracia e organização da empresa. Da mesma forma, podem demonstrar falhas de logística e de comunicação, bem como engessamento no desenvolvimento das atividades.

Finanças

O diagnóstico empresarial somente se faz possível quando há disposição de informações claras sobre as finanças da empresa. Elas se referem a uma série de questões, tais como o fluxo de caixa, as reservas, investimentos e giro mensal.

Aqui entram as despesas fixas e variáveis, assim como o lucro fixo e variável. Assim, torna-se possível, por exemplo, identificar gastos desnecessários. Da mesma forma, encontrar formas de realocar recursos a fim de fazê-los render mais.

Outros pontos, aqui, referem-se às oportunidades de lucro que até então passaram em branco.

Por fim, cabe ressaltar que todos os setores e processos que compõem a empresa devem passar pelo diagnóstico. Assim, as necessidades variam de acordo com cada organização, seus departamentos e procedimentos.

É importante que ao fim você consiga responder os questionamentos que levantamos acima. Eles são importantes para orientar o seu diagnóstico e dados que são cruciais para o funcionamento empresarial.